Testemunho

por Maria Helena Capeto
 
 
faça agora o download de todo o artigo 
 
O que os visitantes desta página dizem
 
 
A 16 de Julho de 1990, o Iraque acusa o Koweit de lhe ter retirado petróleo no valor de 2,4 milhões de dólares dos campos petrolíferos de Rumaila.

A loucura do leadership mundial já foi ideal de outros loucos que nos conduziram à desgraça. Nós sabemos hoje que os ingleses e os franceses esconderam factos sobre os criminosos de guerra sérvios!

Quando se quer atacar um povo ou um país começa-se por fazer o teatro televisivo de guerra. As grandes cadeias de televisão norte-americanas iniciam a montagem dos cenários acusando o visado de actos terroristas, de ditadura violenta, de massacres, de prisões em massa, de crimes e muito mais. Até lá o Iraque era sempre o bom da fita, porém isso mudaria.

No mês de Agosto de 1990 foi considerado que o Iraque cometera um acto de agressão. Na era da liberdade de expressão e do legítimo direito de defesa, estes foram negados a todo um povo.

Todos são cegos quando se trata de Israel mas têm os olhos bem abertos quando se trata do Iraque. Esquecem-se dos direitos do povo maubere, dos palestinianos, dos libaneses e tudo o resto de que o leitor certamente já sabe. O Texas e outros estados eram dos E.U.A.? Não eram do México?

Durante 43 dias o Iraque foi sujeito a bombardeamentos e mais de cem mil toneladas de explosivos foram lançados em todos os cantos do país. Foi "cirurgicamente" visada a destruição da vida civil, social, política, cultural e económica do país.

Que sanções foram alguma vez decididas contra os Estados Unidos pelo não pagamento dos danos que causaram no Vietname, e não só? E contra Israel pelos danos causados aos Palestinianos?

A questão dos direitos humanos tornou-se um meio de pressão política de que os Estados Unidos fazem amplo uso actualmente, para atingir os seus objectivos.

Será que o mundo já esqueceu, na Guerra do Golfo, quantos soldados iraquianos foram enterrados VIVOS! nas areias do deserto e que a seguir as tropas americanas lhes passaram com os carros blindados por cima?

O regime iraquiano é utilizado pelos Estados Unidos para possibilitar a consolidação das suas posições militar, política e económica no Médio Oriente e retardar tanto quanto possível uma retoma das exportações iraquianas que provocariam uma queda dos preços do petróleo e servir de tampão contra os diereitos legítimos dos povos desta parte do mundo tão vital à economia mundial.

Até à data não se têm ouvido os democratas e defensores das liberdades e direitos humanos insurgirem-se contra a instituição e legalização da tortura em Israel.

Genocídio é, sem dúvida, a palavra mais apropriada para qualificar a situação criada no Iraque. A ONU é uma instituição que é suposto ser uma ferramenta internacional de paz, de justiça, de solidariedade, ...

Mas cerca de novecentas empresas americanas operam no Koweit. As exportações americanas para este país do Golfo ultrapassaram em 1994, 1.000 milhões de dólares, aumentado 16% em relação ao ano anterior...

A resolução 986 permite ao Iraque exportar cerca de 2.000 milhões de dólares em petróleo mas ao Iraque apenas é permitido utilizar cerca de 30% desse dinheiro para a compra de alimentos e medicamentos.

O número de vítimas do embargo ao Iraque é aproximadamente equivalente ao total acumulado das vítimas dos bombardeamentos atómicos sobre o Japão em 1945, e as da recente limpeza étnica na ex-Jugoslávia.

A 26 de Dezembro de 1990, 288 mulheres e 14 crianças muçulmanas foram atacadas no meio do mar por 450 "marines" que desceram de helicópteros. A missão do barco era de ajuda humanitária às crianças do Iraque. Foram espancadas e obrigadas a descarregar tudo no porto de Omã, incluindo os mantimentos destinados aos passageiros.

Tomar o partido do Iraque não é tomar uma decisão cega, incondicional e irracional, mas procede naturalmente de um conhecimento imposto pela leitura e compreensão da história do mundo contemporâneo e da sua alegada "nova ordem".

A 13 de Fevereiro de 1991 o abrigo civil de Amiria foi bombardeado: No subsolo as cisternas desfeitas fizeram a água atingir os 2.000 graus. Apenas cerca de 500 corpos puderam ser identificados. Pela primeira vez os norte-americanos experimentaram a bomba anti-abrigo nuclear. Cerca de 1.800 vítimas civis foram "cirúrgica" e "legalmente" executadas pelo Ocidente "civilizado".

Iraque amordaçado e reduzido ao silêncio por uma comunidade internacional que legislou direitos humanos, que legislou liberdade de expressão, que legislou a igualdade entre os povos. Todos falam do Iraque mas ao Iraque foi colocada uma mordaça, como a um refém torturado ao qual não é concedido direito de defesa.

Eu vi o sofrimento das crianças iraquianas cujo destino certo é a morte porque o Ocidente lhes nega e lhes impede qualquer possibilidade de sobrevivência, porque o Ocidente lhes nega o direito à vida devido a todos por igual. Crianças condenadas à morte por um Ocidente que lhes nega o direito à vida invocando a democracia, os direitos humanos e a liberdade.

Basta de tanta mentira! Basta de tanta hipocrisia! É a ganância, a megalomania, a ânsia tresloucada de poder de um país a causa deste genocídio.

 

<---Prima o botão para voltar à Primeira Página

Copyright © 1997 Um Só Mundo. Todos os direitos reservados. Produção da AliaSoft.
Maria Helena Capeto, Apartado 1285, 2675 Odivelas, Portugal.